Aquacultura pode reforçar pesca em mar aberto em Moçambique

Aquacultura pode reforçar pesca em mar aberto em Moçambique

Os pequenos operadores de pesca tradicional em mar aberto podem combinar a sua actividade com a aquacultura, como solução para aumentarem a sua produção, face à escassez de espécies nativas.

A ideia foi defendida recentemente pelo Ministro do Mar, Águas Interiores e Pesca, Agostinho Mondlane, que anunciou que, ao abrigo do novo regulamento, em preparação, vai impor que todo aquele que trabalha no mar aberto deve, obrigatoriamente, praticar aquacultura.

Segundo Mondlane, Moçambique tem o potencial de produzir, em aquacultura, milhões de toneladas de pescado de diversas espécies, para abastecer o mercado nacional e atender a exportações.

“Em alguns países, com destaque para Noruega, as empresas pesqueiras produzem mais em aquacultura do que espécies nativas. Nos últimos tempos há escassez dos produtos pesqueiros, daí a necessidade de se desenvolver a produção em cativeiro”, disse.

Ler mais: Jornal Noticias

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.