Aranha que se pensava extinta redescoberta numa base militar britânica

A aranha raposa, que se pensava extinta, está, na verdade, viva e a prosperar numa base militar em Surrey, em Inglaterra. Depois de uma busca de dois anos, um responsável do programa Surrey Wildlife Trust redescobriu a aranha raposa (Alopecosa fabrilis) numa parte não desenvolvida de uma base militar em Surrey, Inglaterra. De acordo com o The Guardian, a última vez que este animal tinha sido visto no país tinha sido há 21 anos, em 1999.

Esta aranha, que é sobretudo noturna, é uma espécie de aranha-lobo, família de aracnídeos conhecida por caçar as suas presas em vez de usar teias para as apanhar.

Segundo o jornal britânico, Mike Waite, o responsável pela descoberta, usou fotografias aéreas da instalação militar para encontrar áreas vazias, onde as aranhas geralmente gostam de caçar. Depois de várias tentativas, conseguiu alcançar o seu objetivo. O britânico encontrou várias aranhas macho, uma fêmea e possivelmente algumas crias, embora estas últimas sejam difíceis de identificar.

A aranha raposa, que continua em grande perigo de extinção, foi encontrada, pela primeira vez, há 120 anos e só foi vista algumas vezes desde então. Além da Grã-Bretanha, também já foi vista nas dunas costeiras da Holanda e da Dinamarca.

 

Por isso, Waite questiona-se se estas aranhas também não estarão a prosperar silenciosamente nas costas da Grã-Bretanha. “Isso faz-me pensar o quão bem procurámos nas nossas costas. Teremos procurado o suficiente?”, questionou.

Fonte: https://zap.aeiou.pt/aranha-raposa-base-militar-britanica-358650

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.