Dois cidadãos recolhem às celas por posse de marfim

O Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) na província de Maputo, deteve dois indivíduos de nacionalidade moçambicana na posse de 11 pontas de marfim.

Segundo o porta-voz do SERNIC, Elino Panguana, que falava esta terça-feira (08) à Rádio Moçambique (RM), os infractores foram detidos na sua residência, no bairro da Zona Verde, província de Maputo, depois de uma denúncia popular.

Tomamos conhecimento que havia dois indivíduos que faziam tráfico de espécies proibidas por lei e, a partir dai, intentaram-se diligências conjuntas que culminaram com a detenção destes dois indivíduos na posse de 11 troféus de elefantes”, disse Panguana.

Questionado sobre a origem dos referidos troféus e o destino provável, Panguana disse que o SERNIC, em parceria com a Polícia República de Moçambique (PRM), está a trabalhar com vista a esclarecer os contornos do crime.

As diligências ainda estão em curso para podermos aferir a proveniência e o destino destas pontas”, acrescentou.

Reconhecendo a necessidade de aplicação de leis mais severas para os casos de abate de espécies proibidas, a Assembleia da República (AR), aprovou o novo código penal em 2019, que inclui novas molduras penais para os crimes contra a biodiversidade, uma medida que visa desencorajar a sua prática.

Fonte: https://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/capital/maputo/102356-dois-cidadaos-recolhem-as-celas-por-posse-de-marfim

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.