Febre aftosa assola província de Maputo

A província de Maputo está a ser assolada pelo surto da febre aftosa, uma doença causada por um vírus que afecta bovinos, caprinos, suínos e ovinos sem, no entanto causar problemas à saúde humana. A doença causa sérios prejuízos económicos devido a interdição de animais e de produtos destes. O Distrito de Magude é o epicentro da doença, com quatro animais infectados.

Está restringida a movimentação de bovinos, caprinos, ovinos e suinos na província de Maputo, devido à eclosão da febre aftosa na semana passada, tendo como epicentro o Distrito de Magude. Os outros sete distritos da província continuam livres da doença. Alcinda Gaspar, chefe dos Serviços Províncias de Veterinária na Província de Maputo, falou dos contornos e impacto da doença, nos seguintes termos:

“Normalmente os animais que estão doentes são mantidos em quarentena. A posterior todos os animais devem ser abatidos. Não há nenhum risco de as pessoas comerem carne bovina, mas sim um risco para a disseminação da doença entre animais. É preciso deixar claro que o vírus da febre aftosa é altamente contagioso aos animais.

É uma doença transfronteiriça, dai que, 48 horas depois da detecção do surto, somos obrigados a informar a Organização Mundial da Saúde Animal, e esta, por sua vez, informa aos países membros para que tomem as devidas medidas preventivas, principalmente nas fronteiras. Neste momento a nossa carne não pode ser exportada, os nossos animais não podem ser movimentados e isso afecta a nossa economia. 

A representante, assegurou que,a situação está controlada. “Neste momento a doença está apenas no distrito de Magude, na vila sede, no tanque de sabão. O que estamos a fazer neste momento é o que chamamos de vigilância activa a todos os animais à volta, que estejam de alguma forma ligados ao curral afectado, com 78 animais e apenas quatro infectados.”

Os Serviços Pecuários da Província de Maputo prosseguem investigações para se apurar a origem do vírus, visto que pode hospedar em animais selvagens assim como domésticos.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.