Mensagem do Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar aos Produtores e Criadores moçambicanos

Lançamos oficialmente em Outubro passado, a Campanha Agrária 2018/2019, que marca o início das nossas actividades.

Este e o período em que devemos intensificar o processo de preparação da terra para a sementeira, usando todos os equipamentos a nosso dispor nos Centros de Prestação de Serviços.

As mudanças climáticas são uma realidade no nosso País, caracterizando-se por queda irregular das chuvas e em alguns casos seca e estiagem e face a isso recomendamos onde há escassez de chuvas, como período em que se espera que haja chuvas de acordo com a previsão agrometeorológica.

Para aqueles que fazem aproveitamento das zonas baixas recomendamos que tenham algumas áreas de produção nas zonas altas evitando perdas de cultura por inundações no caso de ocorrência.

Recomendamos ainda que identifiquem zonas para abeberramento do gado e que façam o aprovisionamento de feno para os períodos de escassez.

Que cumpram com as vacinações obrigatórias e os banhos carricicidas dos animais.

Cumpram com as normas para a circulação dos animais que visam reduzir a dissiminação de doenças.

Acatem as mensagens técnicas dos extensionistas, com vista ao aumento da produção e produtividade agrária.

Caros produtores, estimados criadores o governo de Moçambique, vai continuar promovendo actividades agrárias com especial atenção ao sector familiar, que representa a maioria dos produtores em Moçambique e que desenpenha um papel fundamental no desenvolvimento do nosso pais.

A todos os mocambicanos e mocambicanas que trabalham no sector agrário em prol das suas famílias e de toda a sociedade, desejamos votos de boa saúde, festas felizes e um Ano novo cheio de prosperidade.

Que sejamos capazes de responder ao desafio de garantir o acesso a alimentacao adequada, em quantidade e  qualidade suficiente, respodendo assim ao lema Moçambique no aumento da produção e produtividade rumo a fome  zero.

Fote: MASA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.